.me myself and i

.pesquisar

 

.Setembro 2006

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.posts recentes

. Pois que ando mesmo

. Pois que as meninas

. Não sei o que

. Help!!

. Mania de mãe

. Foi um fim-de-semana com ...

. Gostava de ter

. Tá-se bem!!!

. Bolas!!

. O tempo passa a correr

.tags

. todas as tags

.A relembrar

. 4 Meses

. A chegada da irmã

. Marta

. Mariana

.subscrever feeds

Sexta-feira, 19 de Maio de 2006

Educar I

“Não evitem aos vossos filhos as dificuldades da vida. Ensine-os antes a superá-las”

                                                                                                   Louis Pasteur

É o que tento fazer todos os dias e o que planeio fazer de futuro com as minhas duas bonequinhas.

E esta frase aplica-se a tudo – Relações pessoais, relações profissionais, dinheiro, saúde, segurança e tudo o que possamos imaginar.

 

Nesta fase da idade das minhas filhas, especialmente da Mariana a nossa acção incide especialmente na segurança e a minha frase sempre foi:

- “Prefiro que o faças mais lentamente mas que o faças com segurança” – e usei-a tantas vezes quando a Mariana tinha medo de descer o lancil do passeio… até que o conseguiu descer sem nunca cair. E exemplos comos estes temos centenas.

 

Faz parte das minhas funções de mãe abrir-lhe o caminho, ensinar, conduzir a mas não fazer por. E não estou a falar obviamente em dar um iogurte ou fazer-lhes a sopa.

 

Quero ser o garante do desenvolvimento e da educação das minhas filhas…

Estou a educar para que as minhas filhas tenham confiança e segurança em si…

Estou presente para educar, apoiar e estimular pois não as posso proteger para sempre.

 

E que esse seja o meu principal legado.

 

Nota: Continua em futuros post’s

publicado por asminhaspipoquinhas às 22:19
link do post | quero um mimito | favorito
9 comentários:
De necas a 20 de Maio de 2006 às 00:09
ainda não viste a segunda parte iol

posso dar-te uma pista, a pior ok.

a Rita e o André lavaram o cabelo com água da sanita. e olha que ela tem o cabelo muito cumprido.

mas a mais, muito mais

adenda: eles hoje jantaram juntos outra vez
De mamã pintainha a 20 de Maio de 2006 às 00:22
é verdade amiga mas muitas coisas eles tem de aprender por eles próprios e tambem têm que cair para aprender muitas coisas né? Mas conocrdo contigo que temos de lhes abrir caminho para a vida e faze-los ver e logo de pequeninos o que está certo e o que está errado.

bijukas e bom fim de semana :)
De vania a 20 de Maio de 2006 às 15:49
como maes temos que ajudar os nosos filhos a viver com e sem medo para se tornarem em pessoas resposaveis e amigas dos outros.
ainda bem que pensas assim, imagina quantas nao o pensam.
beijinhos
De Helena a 20 de Maio de 2006 às 23:06
É essa a nossa grande função como mães. Também começo a trabalhar no dia 12. Estou como tu. Buááá
De Anónimo a 21 de Maio de 2006 às 07:04
Venho retribuir avisita e dizer-lhe que gostei muito do teu cantinho. Em relação ao educar temos opiniões iguais. O meu pai sempre disse " não compro uma cana de pesca aos meus filhos, mas ensino-os a pescar". É o que está correcto. Se tens uma cana de pesca e não sabes pescar de que te serve? Se souberes pescar, pedes emprestada e com o dinheiro que fizeres compras uma, ou duas, ou mais...não é? No caso do meu filho, tenciono seguir as mesmas orientações...com um pouco mais de moderação. Não é saudável frustrações a mais. Tem de ser muito motivado e ajudado por vezes...mas vai lá chegar. Não é fácil encontrar o limite do que é razoável, mas entre o coração e a razão lá vou encontrando e educando. Voltarei aos Cantinhos dos MMS com certeza. Beijinhos
De Grilinha a 21 de Maio de 2006 às 07:06
O comentário anterior é meu. Não estou muito habituada a estes blogs do Sapo. Beijinhos

http://www.grilices.blogspot.com
De Anónimo a 21 de Maio de 2006 às 11:40
Olá Maria!
Sinto muito que quem te é querido esteja a passar por essa situação. "Been there, done that"...
É como disse no meu post... a força dela neste momento está na força que aqueles que ela ama lhe possam dar... tu e todos aqueles que lhe são mais queridos. Não é nada fácil, principalmente porque é quase impossível entender o que ela sente... Se ela foi internada é porque realmente o caso é grave, mas eu também quase que fui (o médico queria internar-me e eu recusei-me terminantemente... não sei se fiz bem, mas naquele momento foi o que decidi...), e a verdade é que hoje estou aqui "para as curvas"!
Como disse no texto, com momentos óptimos, bons e menos bons... Como disse a Grilinha, não me posso queixar de ter uma vida monótona... ih, ih... é uma maneira optimista de encarar a situação!
Acredita que ela vai ficar bem... se quem a rodeia acreditar, ela ganhará forças mais facilmente.
Afinal, como diz uma amiga minha... "ser feliz é acreditar que se é feliz!" E é bem verdade...
Beijinhos e força para ti!
Cláudia

De Cloinca a 21 de Maio de 2006 às 11:45
Já estou como a Grilinha... não percebo nada destes blogs do sapo, é falta de prática... lol...
O meu blog:
http://o-cantinho-da-cloinca.blogspot.com/, que tu já visitaste e daí o meu comentário.
Aparece sempre que quiseres, vou fazer o mesmo por aqui!
Bjs, Cláudia
De asminhaspipoquinhas a 21 de Maio de 2006 às 12:22
Olá Cloinca, a minha mãe foi internada no dia 23 de Fevereiro e saiu um mês depois.. Continua com os valores da tiroide muito alterados mas faz uma vidinha normal e inclusive foi hoje de férias para o Brasil.
Mas não considero que esteja curada pois ainda tem momentos de depressão profunda ( p.e ultimamente tem andado felicissíma).
Bj

Comentar post